Aqui tem mais!

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

A fila

A pouco conversava com um amigo, dos mais queridos, que conheço a mais de 4 anos. E neste tempo que amizade já vi ele iniciar e terminar vários relacionamentos. Atualmente ele está no inicio de um novo namoro, e faz previsões otimistas, vê nesta nova namorada um potencial para ser esposa, diz que as afinidades e interesses em comum o levaram a pensar nisso! E ele fez uma observação que me fez questioná-lo, deseja se casar até os 30, se não se casar até lá não casa mais. Curiosa perguntei o porque de se casar até os 30? Depois dos 30 as pessoas perdem a libido? Os cartórios nao fazem mais registros de casamento para pessoas com mais de 30 anos?
Isso foi suficiente para eu pensar na fila!

Se fila existe é para atingir um único objetivo: andar! Andar em direção a algo que deseja-se, seja chegar ao caixa do banco ou para oficializar uma união!
Neste caso como estou me referindo a relacionamentos a dois, amorosos, casionais ou como queiram definir, a fila anda no sentido de trazer pessoas novas a nossa vida. Nem todas permanecem. Mas cada pessoa que entra nela deixa um pouco de si, seja na música que nos fez ouvir pela primeira vez, no lugar em que nos apresentou ou naquele blusão trazido de uma viagem que ficou de herança. E estas mesmas também levam de nós alguma coisa. Quanto mais gente circular na fila, mais se deixa e mais se leva. Porém temos que ser vigilantes com quem circula nela, nem sempre o que se deixa nos agrega em coisas boas e nem sempre o que se leva é algo que gostariamos que fosse levado. Nesses excessos de entrega pode ser levado nosso poder de acreditar nas pessoas, parte da nossa confiança, leva-se a admiração que tinhamos por alguém que de perto se mostrou menos admirável, entre outras coisas...

Não há tempo definido para que se encerre a distribuição de senhas. Afinal pelo que me consta as pessoas não perdem a libido depois dos 30 e os cartórios existem para registrar casamentos, nascimentos e óbitos de quantas pessoas necessitarem deles. Se aquele alguém com que se pode compartilhar uma vida a dois não chegar até esta idade continua-se a distribuição de senhas. Ta perai, distribuição de senhas é modo de dizer! Afinal aqui não é a Disneylândia! Não recomenda-se que ninguém saia distribuindo senhas e agendando horários para os encontros no desespero de efetivar alguém para fazer parte de sua vida! (ta, eu sei que vocês já sabiam disso)
E se em algum momento acabamos com nossa fila e atingimos nosso objetivo, e por algum motivo aquela união já efetivada chega ao fim, nada mais justo que sacudir a poeira e fazer a fila andar novamente! Existem filas de espera que demoram uma vida inteira para chegarem ao objetivo, e como diria o ditado: quem espera sempre alcança! (Há um lindo exemplo destes no filme Cartas Para Julieta)

Mas também existem as filas que não andam, aquelas em que seu "dono" empacou na senha número um, mesmo que esta tenha deixado de ser a primeira a muito tempo. A fila empaca quando focamos em um alguém que não está mais interessado em fazer parte dela e enquanto o foco se volta todo para um mato de onde não vai sair cachorro, as senhas se acumulam, as oportunidades são perdidas e as pessoas vão embora sem ao menos terem tido uma chance de entrar nas nossas vidas e mostrar para que vieram!

Então saibamos administrar de maneira saudável e inteligente nossas filas, para que em seu tempo ela cumpra o objetivo que demos a ela!
Próximo, um passo a frente por favor!

2 comentários:

  1. Só digo uma coisa: Eu queria ter escrito isso! rss

    ResponderExcluir
  2. sai do blogspot e me contrata, niquiii!!! =P

    ResponderExcluir

Adoro comentários. Este espaço é para você deixar o seu!